Arquivos mensais: junho 2019

O que não pode faltar na alimentação dos idosos

Como já falado aqui neste blog uma alimentação equilibrada é fundamental em todas as fases da vida. Mas principalmente na terceira idade é importante para reduzir os problemas de saúde que os acometem e melhorar a qualidade de vida.

Uma natural redução na absorção de nutrientes na terceira idade, medicamentos, inapetência, dificuldades no preparo (e desconhecimento) de refeições balanceadas, dificuldades motoras, podem comprometer ainda mais a saúde de idosos.

Cálcio – mineral importante presente nos ossos, dentes, para a contração muscular, coagulação sanguínea, dentre outros. Sua deficiência pode causar a osteoporose, que é a desmineralização óssea, causando fragilidade e fraturas. As principais fontes do cálcio são leite e derivados (queijos e iogurtes), peixes, amêndoas e couve.

Vitamina D – fundamental para o metabolismo e absorção do cálcio. A redução à exposição solar (forma como a vitamina é melhor absorvida), principalmente pela população que fica mais recolhida em casa durante o inverno ou por estarem acamados, são os responsáveis pela sua deficiência. Atualmente, praticamente metade da população apresenta algum nível de carência desta vitamina.

Os alimentos que fornecem vitamina D são poucos, as quantidades presentes são baixas e sua forma não é tão bem absorvida como a luz do sol. Encontramos a vitamna D em óleos de peixe, frutos do mar, gema de ovo, leite, fígado, cevada, salmão e sardinha.

Ferro – essencial na formação da hemoglobina, responsável pelo fornecimento de energia, quando abaixo das recomendações pode levar a um quadro de anemia. Pode ser ferro heme (proveniente de alimentos de origem animal) e não heme (proveniente de alimentos de origem vegetal), têm diferentes teores de absorção dependendo do alimento.

Carnes em geral (as vermelhas apresentam um teor maior), gema do ovo, melado, banana, leguminosas, verduras verdes escuras (agrião, espinafre) e cereja são fontes. O ferro contido no ovo é 100% aproveitado, o do feijão cozido cerca de 80%, das verduras 68% e o da carne, 20%.

Um bife de aproximadamente 100g (gramas) fornece 4,3 mg (miligramas) de ferro, representa a metade das necessidades diárias para esse mineral. Lembrando que associações com vitamina C aumentam sua absorção, enquanto que a associação com alimentos ricos em cálcio, ao contrário, reduzem.

Potássio:  atua nas contrações musculares, responsável pelo equilíbrio hidroeletrolítico do organismo, atua no metabolismo da glicose, interfere na síntese proteica, necessária para o armazenamento da proteína muscular, transmissão nervosa, na função renal, e na contração da musculatura cardíaca. A hipertensão muitas vezes se instala quando há um desequilíbrio entre as fontes de sódio e potássio (muito sódio e pouco potássio).

É encontrado em quase todos os alimentos, principalmente os de origem vegetal como hortaliças e frutas. As maiores fontes são batata inglesa, banana, couve, laranja, melão, leguminosas (feijões em geral) e carnes.

Zinco – responsável pela integridade do sistema imunológico, produção de alguns hormônios ligados ao crescimento e reprodução, cicatrização, dentre outros. Normalmente presente em carnes vermelhas, fígado, ostras, aves, peixes, leite, ovos, cereais integrais em geral.

http://emais.estadao.com.br/blogs/viva-mais-e-melhor/o-que-nao-pode-faltar-na-alimentacao-dos-idosos

Cursos Profissionalizantes em Santos. Curso de Cuidador de idosos em Santos,
Curso de Recepção Clinica Hospitalar, curso de Copeira Hospitalar, Curso de Lactarista, Curso de Berçarista e Auxiliar de Classe.

Curso de Berçarista e Auxiliar de Classe

Curso de Berçarista e ADI será nos dias 20 e 27 de JULHO de 2019 das 09:00h às 18:00h.

Valor: R$ 250,00 inclusos apostila e o certificado em duas de $125,00

A primeira parcela ( R$ 125,00 ) garante sua vaga

Carga Horária – 16h (2 sábados)

Módulo I – Pedagoga

- O Papel do educador

- Funções da Berçarista e ADI

- Desenvolvimento Infantil de 0 a 6 anos

- Noções básicas de Piaget

- Outras Linhas educacionais

- Brincadeiras e Jogos

- Formação de bons hábitos

- Postura profissional

Módulo II – Enfermeira Padrão

- Noções de Primeiros Socorros (aula prática)

- Noções médicas e doenças infantis

- Prevenção de acidentes

- Higiene com os utensílios da criança

- Banho do RN (aula prática)

- Cuidados com o Bebê e com a criança maior

Módulo III – Nutricionista

- Noções básicas de nutrição

- Importância da alimentação saudável

- Noções de Higiene

- Diferenças entre os leites

- Esterilização de mamadeiras

- Definição de nutrientes, proteínas, micronutrientes

- Microbiologia

Programação:

Às 09:00h – Início (10 min de tolerância de atraso)

Às 11:00h – Intervalo para o cafézinho: 10 min

Das 13:00h às 14:00h – Intervalo para almoço

Às 14:00h – Retorno às atividades

Às 17:45h – Entrega dos certificados e orientações finais

Endereço da escola: Av. Pedro Lessa, 3076 – 4º andar, cj 42. Próximo ao canal 4, pertinho do Hospital Guilherme Álvaro, na cidade de Santos/SP

Mais detalhes e inscrições pelo telefone 13-3227-4312 – WHATS APP: 13-98170-5081 ou pelo site: www.faculdadedosaber.com.br

CURTAM A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Cursos Profissionalizantes; Cuidador de Idosos; Berçarista e Auxiliar de Classe; Babá; Baby Sitter; Contação de Histórias; Recreação; Faculdade do Saber; Cuidador de Idosos; Curso de Copeira; Curso de Copeira Hospitalar; Lactarista

ENDEREÇO DA FACULDADE DO SABER!!!

Detalhes da localização no mapa da google em nosso site: www.faculdadedosaber.com.br

Curta a nossa página no facebook:

https://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Mais detalhes pelo telefone: (13) 3227-4312 – 98170-5081

AVENIDA PEDRO LESSA, 3076 – CONJUNTO 42 no 4º ANDAR
PERTINHO DO CANAL 4 e DO HOSPITAL GUILHERME ALVARO.
TELEFONE: 13- 3227-4312 E 13- 981705081

Lactário

O lactário é uma unidade obrigatória em todos os hospitais que mantêm leitos para crianças e berços para recém-nascidos. Destina-se ao preparo de leite e seus substitutos, a partir de técnicas adequadas, de modo a oferecer à criança uma alimentação sem risco mínimo de contaminação.

Deve-se dar grande ênfase ao planejamento adequado da unidade. A eficiência das operações dentro de um lactário depende muito da seleção correta do local, espaço, arejamento e distribuição conveniente das áreas de trabalho, além da instalação de equipamentos apropriados, a fim de que todas as técnicas possam ser executadas de forma ordenada.

Higienização de mamadeiras e acessórios

As mamadeiras devem ser recolhidas em recipientes adequados e limpos e levadas até a área de higienização do lactário. Os frascos e acessórios sujos devem ser enxaguados individualmente em água corrente fria, depois deve-se imerger em solução detergente, deixando-os macerar. Depois, devem ser lavados cuidadosamente um a um, com auxílio de uma escova apropriada, enxaguados em água corrente, até que estejam limpos e livres de vestígios de detergente. Posteriormente estes devem ser autoclavados a 121oC por 15 minutos.

Em caso de não utilização do processo de auto-clavagem, deve-se desinfetar as mamadeiras pelo método químico através de hipoclorito de sódio a 200 ppm, permanecendo sob imersão por aproximadamente 15 minutos e enxágue à água corrente.

Cada acessório é lavado individualmente retirando toda a sujidade. Os bicos devem ser lavados cuidadosamente por dentro e por fora, virando-os pelo avesso para que não fique nenhum resíduo aderente; durante o enxágue dos bicos as lactaristas devem ser orientadas para forçar a água a sair pelos orifícios, certificando que não estão entupidos.

Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101977000400003

http://pt.scribd.com/doc/23753395/Procedimentos-lactario

Curte a nossa página no face:

http://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Cursos Profissionalizantes. Curso de Berçarista e Auxiliar de Classe em Santos, curso de Excelência no Atendimento e Recepção Clinica Hospitalar em Praia Grande, curso de Recepção em Santos, curso de Lactarista em Cubatão, curso de Copeira Hospitalar em Santos, curso de Cuidador de idosos em Itanhaém, curso de Lactarista em Santos, curso de Contador de Histórias em Guarujá, curso de Cuidador de Idosos em Santos, curso de Inclusão Escolar em Santos.

Siga-nos no twitter: www.twitter.com/fasabsantos

Dicas especiais para contar histórias

1- Escolha das histórias

Os livros e histórias sugeridos pelas crianças são um passo em direção a uma plateia interessada. Mas selecionar histórias que despertem a vontade de contar no contador é importante para o bom resultado final. Quando uma história se conecta com que vai conta-la ela passa a ser interiorizada e sentida como pertencente!
Para crianças menores, de 1 a 2 anos, ou para introduzir o grupo no mundo das histórias, é importante selecionar livros com histórias e ilustrações de boa qualidade. Histórias com textos que se repetem favorecem a compreensão.  As crianças gostam especialmente de  histórias de animais.

2- Conhecer para narrar

Às vezes temos que pegar um livro novo e contar de supetão para a turma, sem mesmo tê-lo lido ou folheado. Essa forma de contar histórias geralmente traz insegurança para quem conta e nem sempre prende a audiência. Mas acontece!
Se pudermos nos preparar para o momento, os resultados serão infinitamente melhores. Ler o livro ou história com antecedência, praticar a narração e pensar nos momentos chave ampliam a experiência. Vale também fazer uma possível “tradução” de partes complicadas para a faixa etária, programar cenas com a participação dos pequenos e organizar  materiais que podem enriquecer a narrativa.
Não é necessário decorar a história. Aliás, quando disponível, o livro deve estar presente para se fazer ver e reconhecer pelas crianças. Ao final da narrativa, deixe os pequenos manusearem o livro e incentive conversas e o reconto por parte deles.
Após um período de ambientação com a leitura e contação, à medida que os pequenos vão ampliando o vocabulário e ficando mais entusiasmados e concentrados, as histórias selecionadas podem ser mais longas e complexas.

Fonte: contacaohistorias

Curta a nossa página no face:

http://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Cursos Profissionalizantes. Curso de Berçarista em Santos, curso de Excelência no Atendimento em Praia Grande, curso de Recreação em Santos, curso de Lactarista em Cubatão, curso de Copeira Hospitalar em Santos, curso de Recepção Clinica em Itanhaém, curso de Lactarista em Santos, curso de Contador de Histórias em Guarujá, curso de Cuidador de Idosos em Santos, curso de Inclusão Escolar em Santos, curso de Recepção Clínica Hospitalar em Santos, curso de Planos e Projetos Pedagógicos em Santos. Cuidador de Idosos, Faculdade do Saber

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/fasabsantos

Chocolate dá espinhas?

Ao abordar esse tema com vários especialistas, chegamos a uma conclusão surpreendente: não encontramos nenhuma referência, na literatura médica, de que o chocolate realmente provoque espinhas.

O que se sabe é que a Acne, popularmente conhecida como cravos ou espinhas, é uma doença inflamatória da pele.

O aumento da produção de sebo, causada pela elevação de hormônios sexuais, principalmente na adolescência, obstrui o canal de secreção da glândula sebácea.
Essa obstrução acaba por formar o cravo, pontinho branco ou escurecido, que se manifesta principalmente no rosto, costas, peito e ombros. Algumas vezes, esses poros obstruídos se infeccionam formando bolhas cheias de pus, conhecidas como espinhas.

O aumento de hormônios pode estar ligado a questões emocionais. Muitas vezes acaba se consumindo uma grande quantidade de chocolate, para tentar amenizar um estado de ansiedade ou tensão.
O resultado é o aparecimento de cravos e espinhas, não pelo chocolate em si, mas pela alteração hormonal dessa condição de estresse.

Além do mais, pesquisas comprovam que o chocolate escuro é rico em Flavonóides, que combatem o envelhecimento das células. Fique atenta(o) à cor do chocolate.  Isso porque os Flavonóides estão no cacau e quanto mais amargo o chocolate, maior a concentração dessa substância benéfica à nossa saúde.

Fonte: saudenainternet

Curta a nossa página no face:

http://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Cursos Profissionalizantes. Curso de Berçarista em Santos, curso de Excelência no Atendimento em Praia Grande, curso de Recreação em Santos, curso de Copeira Hospitalar em Cubatão, curso de Copeira Hospitalar em Santos, curso de Lactarista em Itanhaém, curso de Lactarista em Santos, curso de Contador de Histórias em Guarujá, curso de Cuidador de Idosos em Santos, curso de Inclusão Escolar em Santos, curso de Recepção Clínica Hospitalar em Santos, curso de Planos e Projetos Pedagógicos em Santos.

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/fasabsantos

Escola de cursos profissionalizantes Faculdade do Saber

Cursos Profissionalizantes. Curso de Berçarista em Santos, curso de Excelência no Atendimento em Praia Grande, curso de Recreação em Santos, curso de Recepçaõ Clinica Hospitalar em Cubatão, curso de Copeira Hospitalar em Santos, curso de Cuidador de idosos em Itanhaém, curso de Lactarista em Santos, curso de Contador de Histórias em Guarujá, curso de Cuidador de Idosos em Santos, curso de Inclusão Escolar em Santos. Faculdade do Saber; Cuidador de Idosos

Siga-nos no twitter: www.twitter.com/fasabsantos

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

A importância da Inclusão Social – Inclusão Escolar

Reflexões sobre a inclusão escolar de uma criança com diagnóstico de autismo na educação infantil.
Laura Kemp de Mattos*
Adriano Henrique Nuernberg**
fonte: http://www.redalyc.org/html/3131/313127401009/
Esse trabalho visa relatar uma experiência de intervenção psicoeducacional no
contexto escolar junto a uma turma de educação infantil. O foco principal foi
auxiliar na promoção do desenvolvimento e da interação social de um educando
com Transtorno Invasivo do Desenvolvimento (TID). O autismo leva a um funcio-
namento diferenciado do sujeito no tocante à reciprocidade social e comunica-
ção, portanto, para que o educando possa participar das interações sociais
foram necessárias mediações específicas articuladas com as características
singulares da criança, valorizando a inter-regulação da participação do sujeito
nas trocas sociais. Os resultados foram bastante expressivos, evidenciando a
importância da mediação pedagógica no desenvolvimento psicossocial. De modo
geral, foram observadas melhorias significativas na qualidade de interação e
comunicação do educando em questão, bem como foram verificadas melhorias
na capacidade da turma em acolher diferenças e da professora em flexibilizar suas práticas educacionais à luz de perspectivas inclusivas.
Cursos Profissionalizantes, curso de Inclusão Escolar, Curso de Berçarista e Auxiliar de Classe, Curso de Contação de Histórias, Curso de Recreação, Curso de cuidador de Idosos, curso de Recepçao Clinica Hospitalar