Mito ou verdade?

ENGOLIR ALIMENTOS SEM MASTIGÁ-LOS CORRETAMENTE NÃO CAUSA PROBLEMAS À SAÚDE

Mito.

Mastigar de forma errada pode gerar, sim, problemas digestivos como azia, refluxo e indisposições gástricas em geral. O estômago não vai “mastigar” aquele pedaço grande de alimento que você engoliu e não triturou corretamente. Esse pedaço vai ficar lá no estômago mais tempo do que deveria e será atacado pelos ácidos, que não vão dar conta do recado.

Dessa forma, seu estômago vai produzir mais ácido para tentar digerir esse pedaço e o esvaziamento gástrico vai ficar mais difícil, além de exigir muito mais do intestino também e de outras glândulas que participam da digestão dos alimentos.

“O estômago não possui dentes. Nesse sentido, todos esses órgãos vão ter que trabalhar dobrado para fazer o que têm que fazer, a fim de que esse pedaço enorme de comida seja processado adequadamente e tenha os nutrientes absorvidos – antes de ser transportado e eliminado. Imagine essa aventura acontecendo a cada refeição, todos os dias, por vários anos. Um dia, todo o corpo vai sentir essas consequências”, adverte a nutricionista Cláudia Lobo.

CRIANÇAS E ADOLESCENTES DEVEM MASTIGAR CERCA DE 30 VEZES ANTES DE ENGOLIR

Verdade.

“Mastigue cada porção de alimento de forma que ele derreta ou fique pastoso antes de engolir. Além do número de mastigações, é importante orientar a criança de que esse processo deve ser feito com a boca fechada, devagar, sem pressa, mastigando dos dois lados da boca igualmente, e que deve levar cerca de 20 minutos para terminar cada refeição. Evite ainda conversar, ler ou ver TV nesse período, assim como ficar olhando para o tempo – como algumas crianças costumam fazer”, recomenda Cláudia, que é autora do livro “Alimentação saudável na infância – Conceitos, dicas e truques fundamentais” (MG Editores).

PAIS E MÃES DEVEM CORTAR BEM O ALIMENTO PARA AJUDAR A CRIANÇA A MASTIGAR

Depende.

“Quanto mais subdividido estiver o alimento, mais fácil e adequadamente ele será mastigado e, consequentemente, melhor digerido. Colocar pouca comida no garfo ou na colher também faz parte das recomendações. Agora, após certa idade, por volta dos 5 e 6 anos, a criança deve ser ensinada a cortar adequadamente (e sozinha) os alimentos do prato. Para isso, procure orientá-la sobre como colocar a quantidade ideal no talher”, observa Cláudia.

Fonte: alimentacao

Curta a nossa página no face:

http://www.facebook.com/pages/Faculdade-do-Saber/300331506651141

Cursos Profissionalizantes. Curso de Berçarista em Santos, curso de Excelência no Atendimento e Recepção Clinica, curso de Recreação em Santos, curso de Lactarista em Cubatão, curso de Copeira Hospitalar em Santos, curso de Cuidador de idosos em Itanhaém, curso de Lactarista em Santos, curso de Contador de Histórias em Guarujá, curso de Cuidador de Idosos em Santos, curso de Inclusão Escolar em Santos, curso de Recepção Clínica Hospitalar em Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>